Seguidores

sábado, 24 de setembro de 2016

ESPECIAL:

Homenagem à libriana Linda McCartney, que completaria hoje 75 anos, se fosse viva.


Linda foi fotógrafa, música e ativista pelos direitos dos animais.



Que ela foi esposa de Paul, mãe de 3 dos filhos dele, e tecladista da banda Wings todos já sabem...





Por isso, este tributo se ocupará da maior preocupação de Linda: os animais.






E do que ela fez em prol deles:



Linda era vegetariana/vegana e Paul copiou-a nisso, passando ele próprio a ser um ativista em defesa dos animais.

Ela criou uma linha de produtos congelados veganos e livros de receitas para inspirar e facilitar a vida dos vegetarianos.




Até hoje, Paul é adepto do vegetarianismo e o promove, divulgando o "Segundas sem carne" em seus shows e proibindo que alimentos contendo carne sejam vendidos nos estádios e casas de espetáculos em que se apresenta.

A quem queria saber mais sobre esta sua filosofia de vida, Linda explicava que não comia "nada que tivesse um rosto" e que "se matadouros tivessem paredes de vidro todo mundo seria vegetariano".

Linda apoiava diversas organizações pelos direitos dos animais, entre as quais a PETA e era patrona da League Against Cruel Sports, que condena touradas e afins.


Em 1995, ela foi diagnosticada com câncer de mama, de um tipo muito agressivo, que se espalhou para o fígado. Ela faleceu em 1998, aos 56 anos, no rancho da família McCartney em Tucson, Arizona, cercada pelos seus entes queridos.


Aos fãs que perguntavam a Paul qual seria a melhor forma de homenagear Linda, ele respondia: "apoiem pesquisas e instituições de caridade voltadas para o câncer de mama que não façam experimentos com animais... ou, a melhor de todas as homenagens: torne-se vegetariano/a".


Linda McCartney Memorial Garden e sua estátua em bronze, em Campbeltown, Escócia.

2 comentários: